A CAMINHO DA PAZ DEFINITIVA O ICEBERG, O INTERESSE NACIONAL E A SEGURANÇA DO ESTADO

1.000,00 MT

SINOPSE

Assumiu em 11 de Outubro de 1975 a chefia do serviço Nacional de Segurança do Estado, nesse dia criado, mais tarde Ministério da segurança, onde desenvolveu um Gabinete de Informação e Análise que foi crucial em municiar o Governo com a intelligence adequada à tomada de decisões estratégicas do dia-a-dia.

O General Jacinto Veloso dirigiu a operação secreta “Zero”, nome de código do grande projecto de troca do escudo Colonial pelo Metical, após doze meses de preparação, concluída a 16 de Junho de 1979.

De 1981 a 1984, liderou discretamente uma série de contactos com a Administração dos EUA com o objectivo de “romper o cerco total” a que Moçambique estava submetido, por instruções do Presidente Samora Machel.

Foram estabelecidas várias pontes, em particular com o National Security Council da White House. No mesmo processo, com o ministro “Kito” Rodrigues, de Angola, estabeleceu-se o calendário da retirada de Angola dos militares sul-africanos e das forças combatentes cubanas.

Em 1984, chefiou a delegação do Governo que negociou com a República da África do Sul o Acordo de Nkomati de Não agressão e Boa Vizinhança (16 Março).

Mais recentemente, o General Jacinto Veloso, de Março de 2016 e Fevereiro de 2017, chefiou a delegação do presidente da República nas conversações para a paz com a Renamo.

Jacinto Veloso tem a patente de Major-General (agora na Reserva) e é membro do Conselho Nacional de Defesa e Segurança, um órgão de consulta do presidente da República.

Foi condecorado com a medalha “20” Aniversário da Frelimo”,” Veterano da Luta de libertação nacional”,”Ordem Eduardo Mondlane” do 1o Grau e “Grã-cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul”, esta concedida pelo Presidente da República federativa do Brasil.

ISBN 121465
Categoria:
Peso 373 g
Autor

Editora

JV Editores